Confira as entrevistas com o Dj Vitor Sales e com os vocalistas da Comunidade Servir !!!

Contagem regressiva

Pegue o seu no Templates by MaximusPegue o seu no Templates by Maximus Pegue o seu no Templates by Maximus Pegue o seu no Templates by Maximus Pegue o seu no Templates by MaximusPegue o seu no Templates by MaximusPegue o seu no Templates by MaximusPegue o seu no Templates by MaximusPegue o seu no Templates by MaximusPegue o seu no Templates by MaximusPegue o seu no Templates by MaximusPegue o seu no Templates by Maximus

Entrevistas

Já está chegando o evento mais esperado do ano!!!!
CATÓLICO VIP A FESTA!!!!
Por isso preparamos para vocês que acompanham todos os preparativos através do nosso blog uma super entrevista com os vocalistas do Ministério de Música da Comunidade Servir para que vocês possam conhece-los melhor.
Confira!


Patricia Borges                      Ilmar Quintanilha                 Virginia Maldonado

 Quando começou seu interesse pela musica?

Patricia Borges : Desde criança, com uns quatro a cinco anos de idade, já cantava por todos os lugares da casa e a família (suspeita em dizer) elogiava... Meu pai, vendo que tínhamos dom, começou a incentivar meus irmãos e eu. Em pouco tempo já estava cantando na Igreja e estudando música.

Ilmar Quintanilha : De criança, meu Pai tinha uma banda onde tocou por 35 anos, então já convivia com os ensaios e saídas mais quando tinha 8 anos iniciei minha trajetória tocando na banda marcial do então colégio Cenecista Manoel Duarte como mais novo da banda na época, e depois comecei a tocar bateria num grupo de forró até que Deus mudou minha vida e comecei a tocar só para Ele.

Virginia Maldonado: Começou pela admiração por uma pessoa que cantava no Servir a muitos anos atrás (não me lembro o ano) e essa pessoa sempre me chamava pra cantar de brincadeira e isso despertou em mim esse interesse me fazendo querer ouvir mais musicas, querer aprender .....

 Fale um pouco de seu começo na igreja?

Patricia Borges : Mesmo antes de nascer Deus já havia escrito minha vida, pois nós músicos de Deus temos a árdua missão de confortar o coração de Deus...

Quando tinha uns sete anos de idade minha mãe freqüentava as Missas e a RCC de Tanguá, e eu como uma boa filha ia junto. Ficava admirando a equipe de música que fazia a animação do grupo de oração, e, de tanto admirar comecei a ajudar cantando e tocando pandeirola ... recordo-me que era um microfone para cada cinco cantoras (risos)... Assim fui seguindo a caminhada, onde mais tarde entrei para a primeira formação do ministério de música Carisma, onde fiz parte dos nove aos vinte e seis anos de idade.

Ilmar Quintanilha : Comecei cedo minha família sempre foi católica, e com 7 anos era coroinha da igreja fui até os 14 até que larguei tudo e fui viver o mundo com todos os seus falsos prazeres, mais dos 17 para os 18 Deus entrou em minha vida e tomou o leme de minhas mãos e passou a conduzir todos os meus passos.

Virginia Maldonado: Havia feito primeira comunhão mas não continuei indo a Igreja e já adolescente comecei a freqüentar o grupo de oração.

 Como foi seu chamado?

Patricia Borges : Bom, meu chamado para o ministério de música da comunidade, começou quando em 2004, meu marido e eu, na época ainda namorados, fizemos o retiro do movimento Servir, começamos a freqüentar a comunidade onde em pouco tempo entramos para o ministério de música, no qual fizemos parte do primeiro CD (Sede de Deus), mas infelizmente eu não persisti nos desígnios de Deus para minha vida e nos afastamos... Após ouvir Deus falar ao meu coração...Voltei... Hoje vivo os sonhos d’Ele em minha vida! Hoje vivo meu chamado,Dou graças ao Senhor pela grandeza do perdão e peço que através do meu cantar e agir, muitos corações sejam curados e experimentem o Seu amor, Sua liberdade e Sua paz.

Ilmar Quintanilha : Bom é meio cômico a minha história, foi no dia das mães minha mãe cansada de me ver perdido resolveu arriscar tudo e fez de tudo para conseguir uma ficha do tal de Servir na época, bom depois de consegui-la foi a outra guerra, mais de uma forma extraordinária ela me convenceu dizendo que se eu fosse me daria 50 reais, legal ai já era outro papo, fui por graça de Deus e esforço dela, hoje venho pagando tudinho em orações, amém.

Virginia Maldonado: Foi através de uma amiga que já havia ido a esse grupo de oração e ela me falava dos dons do Espírito Santo e tudo o que acontecia lá e fui por curiosidade.

 Como você tem visto a evangelização do Ministério de música Comunidade Servir?

Patricia Borges : Vejo Deus agindo poderosamente em nossas missões, pois através da nossa fidelidade na evangelização, mesmo sendo pecadores e humanos que somos, Deus tem permitido que possamos ser canais d’Ele ANUNCIANDO SUA REDENÇÃO, resgatando e curando almas, principalmente a nossa!

Ilmar Quintanilha :  Vejo com muita alegria pois sou de uma época em que saiamos pouco ficávamos mais internamente, mais depois de alguns acontecimento onde foi preciso a semente morrer, Deus nos fez mergulhar em águas mais profundas e o bacana é que hoje com a graça de Deus conseguimos ir em lugares anunciar a boa nova jamais imaginados por nós, e onde vamos deixamos lá as verdades de Deus ditas, testemunhadas e cantadas.

Virginia Maldonado: Vejo que mesmo com as nossas limitações e falhas como seres humanos, tentamos dar o nosso melhor para falar Dele, através das nossas musicas que não são só belas canções mas que expressam que é possível nos alegrar no Senhor mesmo em meio as nossas dores e que servimos a um Deus que tem o poder de nos erguer. E como sempre dizia Jesus: “Quem tem ouvidos para ouvir que ouça”, que DEUS ERGUERÁ TUA CASA!!!!!

 Você compõe, como surgiu esse dom:?

Patricia Borges : Tentei compor alguns hinos, mas ainda não orei a Deus para aflorar esse dom em mim.

Ilmar Quintanilha: Sim, Em criança quando tinha 8 anos fiz minha primeira canção “ total “ e mais tarde um pouquinho ajudei um amigo a fazer o rap da amancipação da cidade onde moro, e daí para frente já na igreja percebi que era a vontade de Deus e não parei mais, costumo dizer que só coloco melodia nas poesias de Deus, o grande compositor de Deus é aquele que ouve menos o mundo e mais a Ele.

Virginia Maldonado: Compus algumas mas só duas estão no nosso ultimo CD que é Glorifica, que é o refrão de um salmo que cantei e essa frase ficou “martelando” na minha cabeça alguns dias e senti que Deus queria me dizer algo e Ventre Bendito, que é até engraçado, mas eu estava no banco e enquanto aguardava ser atendida eu rezava e as palavras foram vindo já com a melodia e fiquei cantando, cantando... quando vi a musica já estava pronta no mesmo dia.

O que espera do Católico Vip a Festa?

Patricia Borges : “A NOITE DA EVANGELIZAÇÃO”

Baseada no amor e festa, sendo conduzido pelo PAI, pelo FILHO e pelo ESPIRITO SANTO, tendo como intercessora MARIA. Será o evento que marcará a vida de todos que lá estiverem! Ouso em dizer que será um pedaço do Céu aqui na terra!!!

Ilmar Quintanilha: Tenho visto o esforço de todos e espero que consigamos com a graça de Deus atingir o objetivo maior que é a evangelização, espero que seja um grande dia do derramar do Espírito que seja realmente um dia de alegria e noite de oração.

Virginia Maldonado:  Nosso maior objetivo com certeza é tornar o nosso Deus conhecido, é verdadeiramente fazermos festa nesse dia e levar a todos a experimentarem um pouquinho daquilo que um dia faremos no céu, o louvor, a alegria a nossa adoração.

Defina em poucas palavras:

Patricia Borges :
 Deus: Razão de tudo.

Família: Meu suporte e meu apoio.
Ministério Comunidade C.Servir: Amizade, perdão e aprendizado.
Pessoas especiais: Meu Marido, minha Família, meus irmãos de comunidade e meus amigos.
Um sonho: Alcançar a Santidade e “conquistar” o Céu.
O que não gosta: Inveja, covardia, falsidade, injustiça, mentira...
Paixão: A Igreja, Jesus eucarístico, Cantar, praia...cinema...
Evangelizar: Um ato de Força e Coragem!!!
Oração: Todas as orações que nos levem ao contato e reflexão com o divino... mas tem uma que Jesus mesmo nos ensinou: O Pai Nosso.
Novas Comunidades: Toda história de Igreja é sustentada pelo Espírito Santo, sendo assim as “Novas Comunidades” são providências Divinas sendo uma resposta para as necessidades da Igreja no mundo de hoje.
Música que marcou sua caminhada: Calvário- Ministério Sacrossantum

Ilmar Quintanilha:
Deus: misericórdia

Família : refugio
Ministério Comunidade C.Servir: É a realização de um sonho eu vi e posso testemunhar o Alfa e o Omega mais para descrever melhor o fim e o inicio, eu faço parte desta transição de uma época onde existia a cultura do mais ou menos ta bom, bom com muito esforço e determinação mudamos isso e novas pessoas com vontade dar a vida foram chegando e se formou assim o ministério que foi se modelando até chegar ao que nos tornamos hoje amigos e irmãos que dia-a-dia buscam dar o seu melhor para aquele que merece tudo de nós Deus, a razão do nosso cantar.
Pessoas especiais:Deus, minha família meus amigos e irmãos de comindade, e todos que me querem bem.
Um sonho: Ir para o Céu busco isso todos os dias, hoje durmo e sonho com ele, um dia acordarei nele.
O que não gosta: Inveja, hipocrisia e falsidade.
Paixão: Deus minha família e o mengão.
Evangelizar: Vou responder como dom Bosco:
‘ daí-me almas e ficai com o resto”
Oração: é crucial na vida de um músico de Deus é o que mantém de pé.
Novas Comunidades:Vou responder como Monsenhor Jonas:
“ Uma fabrica de Santos”
Música que marcou sua caminhada: Sonda-me gravado em 1995 por ministério pentecostes.

Virginia Maldonado:
Deus: Não há muitas palavras para defini-Lo ..... Mas a única coisa que me vem à mente é que tudo começa Nele, passa por Ele e termina Nele, mesmo que muitos não aceitem.

Família : A manifestação do amor de Deus, onde podemos vivenciar tudo aquilo que Ele nos pede: amor, perdão, compaixão, doação, alegria ....
Ministério Comunidade C.Servir: Uma pequena parcela da Comunidade Servir onde nesses anos todos pudemos concretamente viver a festa, o amor e o perdão.
Pessoas especiais: São muitas.... Não daria aqui pra falar delas
Um sonho: Conseguir ser aquilo que Deus sonha pra mim.
O que não gosta: Em que sentido????
Paixão: Muita coisa .... meus sobrinhos, musica, uma boa comida.....

Evangelizar: Uma necessidade que brota do coração daqueles que conheceram verdadeiramente a Deus.
Oração: É manter a intimidade com Deus
Novas Comunidades: Expressão do amor e do mover de Deus nos dias atuais.
Música que marcou sua caminhada: Graças Pai

• Deixe uma mensagem aí, para aqueles que aguardam ansiosos pelo Católico Vip a Festa:

Patricia Borges :
“...Será uma explosão de vida e comunhão dia de alegria noite de oração!!!!...”
Ser católico é ser VIP!!!!! Ser católico é ser FESTA!!! Deus abençoe a todos!!!!

Ilmar Quintanilha:
Deixa a noite vir o dia clarear

Católico vip a festa, siga a multidão venha sorrir....

virginia Maldonado:
“Nós também estamos ansiosos por esse dia onde haverá uma grande explosão de alegria e gratidão a Deus por tudo o que Ele tem feito por pela Comunidade Servir, por todos aqueles que já passaram por nós e que fazem parte da nossa historia, e queremos nesse dia dividir isso com todos vocês que um dia já experimentou da ação de Deus no meio de nós, que nos acompanham, e oram por nós.”

É isso aê galeraaaaa!!!! Em breve voltamos com mais pra vocês!!!
Fiquem com Deus!!!




Entrevista com o DJ Vitor Sales,que estará agitando
o Católico Vip a festa!!!




• Quando começou seu interesse pela musica?


Cresci ouvindo musica em casa quando meu tio Léo colocava seus memoráveis repertórios nacionais e internacionais dos anos 60, 70 e 80 com o seu extimado P.A da POLYVOX e vitrola da TELEFUNKEN. Gostava sempre de ouvir rádio principalmente a noite, antes de dormir ouvia a extinta Rádio Mundial AM 860 que tocava musicas internacionais com o melhor do funk melody até 01h da manhã (((BONS TEMPOS))). Com passar dos anos comecei acompanhar a Rádio Canção Nova em ondas curtas e tropicais com minha avó, Dona Maria José (In memorian) juntamente com minha mãe e minhas tias o programa Estou no meio de Vós com o Pe.Jonas Abib todas as noites, além dos programas de cunho musical religioso dentro da programação como o clube do ouvinte Canção Nova.

• Fale um pouco de seu começo na igreja?


Comecei ainda pequeno participando com minhas tias no grupo de oração da RCC em 1988 com 08 anos de idade, como também as diversas viagens feitas à Canção Nova na cidade de Cachoeira Paulista interior de São Paulo ainda no seu começo em 1991 quando começara uma grande obra física em torno daquele imenso terreno coberto por matos e árvores, assim como as peregrinações à São Sebastião do Alto/RJ e Piedade dos Gerais/MG, tendo a oportunidade de fortalecer a minha fé e conhecer passo a passo as riquezas que tem a nossa Igreja, sem contar com as inúmeras edições do retiro de carnaval “Rio de Água Viva” quando era realizado no Maracanãzinho; ((((ÉPOCA BOA))))

• Como foi sei chamado?


O chamado para a música eletrônica já existia desde pequeno, quando aos 9 anos tive a experiência de aprender na prática a tamanha ousadia de dominar as Pick-os, na época do vinil ou se preferir (bolachão) comecei a praticar as técnicas de mixagens e discotecar em festas de criança. Tive uma espécie de estágio na extinta casa de show “Disc-Mel” em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro em meados de 1991 com 11 anos de idade, mas não praticava porque ainda era menor de idade e ficava curtindo o baile dentro da cabine com os djs tocando bateria eletrônica. Naquela época a dance-music e o funk melody era a sensação do momento, como Tony Garcia, Information Society e entre outros nomes renomáveis da musica eletrônica internacional.
Passado-se os anos comecei a sentir medo das discotecas, quando começou a era do funk de barreiras, onde se juntavam muitos jovens em forma de bondes e formavam um lado A e um lado B dentro do salão e brigavam entre si. Naquela época muitos colegas de escola participavam dos bailes e o comentário era que o objetivo maior era de não sair com as meninas mas sim de brigar com os bondes rivais da época no meio do corredor. Perdi muitos amigos por terem se envolvidos não só nas brigas de bailes como também as más companias que o levaram a morte. A partir deste momento em meados de 93 e 94 nunca mais participei de alguma discoteca no Rio de Janeiro, preferi discotecar em minha casa na velha vitrola Sonata que tinha ganhado de presente.

Em 1998 tive a experiência de trabalhar numa rádio comunitária de grande sucesso na época em Campo Grande, com uma programação de musicas populares conhecendo os variados repertórios. Neste período despertava o sonho que estava adormecido em meu coração, quando em 2001 recebi um convite especial de um amigo a fazermos juntos um programa em uma Rádio Católica Comunitária, a extinta Rádio Costa do Sol FM 90,7 que funcionava nos fundos da Paróquia Nossa Senhora do Desterro no Centro de Campo Grande. A partir deste ano minha missão era outra, anunciar pelos telhados que Jesus Cristo é o Senhor de nossas vidas. Tive a experiência de apresentar um programa semanal a noite e cobrir os principais eventos Católicos realizados na Zona Oeste, como foi o lançamento do CD da Banda Versículos em julho de 2001 que teve a participação da Banda Anuncia som da Baixada Fluminense e do Sandro de Andrade, ex-integrante da Banda Êxodus e outras experiências que me levaram por meio do Rádio para águas mais profundas no campo da evangelização através da música. Conheci uma pessoa que seria o meu Gamaliel, ou seja aquele mesmo homem que Deus mandara direcionar o Apóstolo Paulo a vivenciar uma Fé Carismática. O nome dele é Marcos Vigeta, a pessoa que até hoje me ajuda a enxergar com os olhos da fé a necessidade de lutarmos contra o pecado e fugirmos da ocasiões que tem tirado os nossos olhos do Deus Altíssimo. Em 2003 emprestou-me uma revista da Comunidade Aliança de Misericórdia falando sobre uma nova forma de evangelizar nas noites de São Paulo, e descobri que é possível também vivenciar esta arte da música eletrônica dentro da nossa Igreja Católica, sobretudo com os jovens que possam desfrutar de um espaço de sadia convivência e diversão nos finais de semana; era o nascimento de um dos maiores movimentos de nossa Igreja no País: “A Cristoteca”. Neste mesmo período comecei a procurar na internet alguma coisa que falasse sobre este trabalho, e comecei a produzir um programa de Musica Eletrônica Cristã, e naquela época só tínhamos 3 CD´s oficiais no mercado fonográfico que eram os primitivo Heveans Dance 01 produzido em 1996 pelo ex-tecladista Eduardo Bortolatto e o segundo single em 2002 e o CD do Projeto Rosário feito em 1999 pelos Djs Léo Guimarães e Leoni que em 2002 fundara a primeira equipe de Dj´s Católicos Electrocristo. Senti o desejo de conhecer ainda mais este trabalho e tive a oportunidade de participar de um retiro de jovens “Talita-Kum” promovido pela Comunidade Aliança de Misericórdia em São Paulo; vivenciei uma experiência Kerigmática e neste encontro senti um chamado muito forte de ser tornar um DJ CATÓLICO em minha cidade, foi quando em outubro de 2004 organizamos junto com o Pe.Jorge Bispo na Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus a missão da CRISTOTECA – Ousadia Católica, tendo a liberação do nome por meio da Comunidade Paulista. Fizemos a primeira Cristoteca no Rio de Janeiro no dia 07 de outubro de 2004 para mais de 2.500 jovens com a celebração da Santa Missa, Ministério de música e uma explosão de louvor invadindo as madrugadas a cada edição realizada. A partir daquele ano minha vida não foi mais a mesma, eu me encontrei um amor, um tesouro escondido diante do altar de Deus que é celebrado na Santa Missa todos os domingos em nossas comunidades, Jesus Eucarístico e ele me conquistou naquele encontro de jovens em São Paulo com essa seguinte frase: “Vitor, vem e segue-me – seja um pescador de jovens nas noites do Rio de Janeiro, eu preciso de você.” Eu aderi a este chamado através do meu SIM a Jesus.

• Como você tem visto sua evangelização como DJ?


Nestes 6 anos de missão tenho percebido que o nosso Senhor Jesus por meio de seus missionários em sua Igreja Miliante tem nos preparado para sua segunda vinda, principalmente as crianças e aos jovens que tem sido alvo de tanta violência doméstica e o próprio descaso familiar, mostrando a realidade de nosso mundo pela descrença total de Deus, a vida corrida na conquista dos bens terrenos esquecendo-se muita das vezes de colocar em primeiro lugar a vontade de Deus sobre as nossas vidas. E quem diria, um dia teríamos um grupo de Paroquianos evangelizando nas noites de final de semana em casas de shows; a criação da equipe Cristoteca-Rio no qual participo desde seu início juntamente com outros 2 djs nos mostra que a nossa missão ainda não começou e que ao longo da caminhada possamos conquistar passos concretos para uma evangelização ousada e destemida. Conquistamos uma grande vitória ao lançarmos o primeiro curso de formação para dj´s Católicos no Rio de Janeiro no ano passado com 29 alunos, assim como a realização de um programa de Rádio semanal na Catedral FM todos os sábados as 21h, promovendo através do Rádio e da Internet levar aos 4 cantos da terra a mensagem evangélica por meio da música, tendo a oportunidade de participar em eventos de evangelização no Rio e em outras regiões do Brasil, levando esta boa nova de Jesus a todos os povos.

• O que espera do Católico Vip a Festa?


Espero que este evento seja uma resposta de Deus para muitos irmãos e irmãs que estão desacreditadas da vida, ou até mesmo desvalorizadas pelas situações que a própria vida tem oferecido. Desejo que este evento possa ser uma ponte para que Deus resgate em nós o verdadeiro valor da vida e reconhecer que diante de minhas limitações eu posso ver que minha vida tem sentido e que existe uma voz que me orienta e me sustenta, essa voz é a de Deus, e se eu sou de Deus posso declarar que sou uma Católico VIP, cheio de valores, muito importante para Deus.

Defina em poucas palavras :

Deus: Razão da minha fé.


Família : Meu primeiro rebanho e sustento de minha missão.


DJ Vitor Sales ? Um ser humano limitado, mas em busca da perfeição.


Pessoas especiais: Minha Esposa, Minha Família e meus irmãos de comunidade.


Um sonho: chegar ao céu e fazer uma grande cristoteca.


O que não gosta: Pecado, me afasta de Deus.


Evangelizar: Meu maior desejo de todos os dias.


Oração: Sagrada Escritura e Liturgia das Horas (ainda preciso estudar um pouco mais sobre este rito lindo de nossa Igreja).


Novas Comunidades: Uma grande potencia para a evangelização de nossa Igreja no mundo.


Música que marcou sua caminhada: Cordeiro Imolado – Comunidade Doce Mãe de Deus.

























































Um comentário:

artur disse...

Show de bola!!!!!!!!
Que Deus abençoe a todos, e que ele seja refletido em todos os membros da Comomunudade Servir!!!!!!
Ser Cátólico é ser Vip!!!!!
Isso ja pegou!!!!!!rsrsrs
Paz e bem a todos!
Artur (Servus Domini)